Porque o mais provável é ninguem ligar ao que tens a dizer...

sábado, março 15, 2008

O Corpo Eléctrico do Grupo Dançando com a Diferença

Jornal da Madeira / Cultura / 2008-03-15

“Corpo Eléctrico” vai a Cannes





No próximo dia 29 de Abril, celebra-se o Dia Mundial da Dança, uma efeméride que é assinalada com a estreia no Centro das Artes da Calheta, do documentário “O Corpo Eléctrico do Grupo Dançando com a Diferença”, que está a ser realizado por José Filipe Ferraz e produzido por Marta León e por Magno Bettencourt, da Die4Films Audiovisuals. Esta produtora vai levar “Corpo Eléctrico’ ao Mipcom em Cannes “com o objectivo de exibi-lo e distribui-lo internacionalmente através de canais generalistas e temáticos”, como divulgou ao nosso matutino. Actualmente, está à procura de um patrocinador exclusivo, que apoie os custos de promoção do projecto, acrescentou ainda a produtora.
O documentário terá a duração aproximada de 80 minutos, resultado do acompanhamento da Die4films durante nove meses do dia a dia do grupo Dançando com a Diferença. “Acompanhou os ensaios, viajou com o grupo, testemunhou espectáculos com casas cheias e ovações de pé, na Madeira, em Moscovo e no Continente”, refere a produção. Aliás, a própria admite o “oportunismo” do projecto: “criar um produto audiovisual de valor internacional, válido por si e não por uma especificidade regional qualquer. E são essas as características do projecto Dançando com a Diferença: Um grupo de bailarinos, que podem não ser capazes de executar exercícios de dança clássica, mas que sabem dançar, que dançam grandes coreógrafos (Clara Andermatt, Henrique Rodovalho), que chocam, emocionam, provocam”.
De referir ainda que “O Corpo Eléctrico” é baseado num poema de Walt Whitman, assumindo-se como um “documentário sobre a condição humana, sobre um grupo de pessoas que faz as coisas o melhor que pode e sabe, sobre a dança como expressão da alma”.

Paula Abreu

 
Free Web Site Counter
Hit Counter