Porque o mais provável é ninguem ligar ao que tens a dizer...

segunda-feira, novembro 05, 2007

Filme- Taxidermia


Três histórias, quase independentes, ligadas entre si pelas linhas com que se cosem os laços de sangue. O avô, masturbador compulsivo que procura escapar às agruras do Inverno húngaro através das mais mirabolantes técnicas das artes auto-eróticas. O filho deste, resultado de uma das experiências hedonísticas, obeso mórbido, campeão de Comida Desportiva, velha glória da união soviética, caído no esquecimento. Por fim o neto, taxidermista, motivo de desgosto para o seu pai por ser tão magro. O seu sonho? Ser imortalizado como os animais que empalha…


Nas três histórias um elo comum, a centralidade do self, a temática da solidão, o masturbador, o campeão de um desporto(?) esquecido, que perdeu a glória e o amor da sua vida, e o inadapto social que apenas se relaciona com as coisas mortas. Uma dinastia que acaba por ser perpetuada de uma forma muito sui generis.
Um filme extremamente visual, uma espécie de Fabuloso Destino de Amélie visceral… Literalmente visceral…. Um filme surreal, poético, passível de levar a náusea os mais sensíveis
Prémio do público no Fantasporto 2007, disponível na Fnac a partir deste mês.

 
Free Web Site Counter
Hit Counter