Porque o mais provável é ninguem ligar ao que tens a dizer...

terça-feira, outubro 30, 2007

Incongruências…



Os Direitos Humanos são uma temática à qual dedico algum do meu tempo, uma vez que considero que são de extrema relevância. É com muito pesar que à medida que vou dedicando o meu tempo a informar-me e a estudar sobre este assunto, que o desânimo invade o meu sistema. Certas temáticas existem, cujas motivações de actuação não deviam de ser movidas pelo interesse político, tais como os Direitos Humanos. Mas como em quase tudo, seja a nível nacional ou internacional a política impera e tem muitas incongruências.

A última delas foi a do primeiro-ministro inglês Gordon Brown que muito prontamente decidiu não participar na Cimeira União Europeia-África em virtude da participação do presidente do Zimbabwe, Robert Mugabe. Todavia, Abdullah rei da Arábia Saudita foi muito bem recebido em Londres, onde irá, eventualmente e muito provavelmente, desfilar por Londres na carruagem de sua Majestade desfrutando a companhia da mesma bem como do actual primeiro-ministro. Convenhamos que há aqui um nítido tratamento distinto a dois homens que são conhecidos por estarem à frente dos seus países como violadores dos Direitos Humanos.
É claro que a pobreza de recursos de um não faz tremer a economia mundial em face dos poços de petróleo que o outro tem, mas ainda assim pede-se maior coerência de um país como a Inglaterra.
Ambos os regimes são conhecidos e reprimidos por terem regimes com violações clamorosas e brutais no que concerne ao respeito, ou melhor, desrespeito pelos Direitos Humanos. Contudo, enquanto se recebe um com as honras de sua Majestade e primeiro-ministro com direito a desfile numa das capitais mais importantes do nosso século, ao outro recusa-se, veementemente, sentar na mesma mesa de negociações, assim como a recusa da companhia aérea “British Airways” de voar para Harare.
Eu só gostava que as pessoas fossem politicamente mais sérias! UTOPIA… eu sei! No entanto, não me resigno!

1 Comments:

Blogger il _messaggero said...

oil my dear friend...the oil...

Engraçado é reparar que todas estas preocupações humanitárias têm vindo a estar no topo das principais agendas mundiais - em especial depois da queda do muro de Berlim, são facilmente esquecidas por factores puramente economicistas...daí o desprezo a que foi votado grande parte da África Negra, pois esta tem grande interesse para os grandes fluxos comerciais mundiais.

Traçando um linha de pensamento ainda mais pessimista, notamos que estes propósitos humanitários, têm puramente a finalidade de assegurar paz para que o movimento de trocas comerciais do mundo não seja perturbado.

Nem tudo será assim tão pessimista e eu próprio acredito na generosidade da natureza humana..agora é um dado que este estado de coisas não se manterá por muito mais tempo...

Temos uma economia toda ela assente em petróleo sem que haja uma verdadeira alternativa em vista, estando este concentrado em zonas não desejáveis a nível político. Existem muitos autores que defendem que já ultrapassamos há alguns anos o pico de produção mundial e que a alta dos preços, a incapacidade da OPEP de inundar os mercados fazendo descer o preço - estima-se que as reservas mundiais estejam sobreavaliadas - seja apenas um indício deste decréscimo...

O petróleo que restará estará situado em zonas de difícil acesso com largos custos de exploração. Daí que esta distinção entre ditadores bons e maus, venha a ser cada vez mais uma constante no futuro...

30/10/07 21:01

 

Enviar um comentário

<< Home

 
Free Web Site Counter
Hit Counter