Porque o mais provável é ninguem ligar ao que tens a dizer...

segunda-feira, junho 18, 2007

"TUDO O QUE NÃO SEJA EU"- Exposição



Recordo-me de Serralves ao domingo de manhã, a esplanada cheia, grupos que passeiam pelo jardim, a retrospectiva da Paula Rego a abarrotar. Traço o paralelismo entre Serralves e o Centro de Artes Casa das Mudas… Além da vocação, do tipo de programação e da qualidade arquitectónica, o domingo no Vale dos Amores fica distante dos domingos da Rua D. João de Castro. Esqueço as possíveis considerações, de natureza sociológica, que o simbolismo do deserto humano que encontro levantam, e deleito-me com o egoísmo quase infantil de ter a atenção exclusiva de todas as “noivas” de Kimiko Yoshida…. No Vale dos Amores por uma manhã o harém é só meu…

“TUDO O QUE NÃO SEJA EU” - retrospective exhibition De Kimiko YoshidaAté 26 de Agosto de 2007, no Centro de Arte Moderna Casa das Mudas, Calheta


FOTO: GRENN TEA BRIDE E BRIDE WITCH PROJECT DE KIMIKO YOSHIDA

1 Comments:

Blogger stanica said...

É muito bom saber que esse tipo de exposições acontecem na Madeira. Fico contente que a nossa condição insular não nos afaste dessas iniciativas, e que se tornem mais recorrentes por essas bandas.

20/6/07 02:55

 

Enviar um comentário

<< Home

 
Free Web Site Counter
Hit Counter