Porque o mais provável é ninguem ligar ao que tens a dizer...

sábado, janeiro 27, 2007

Babel

Um filme a ver: Babel.

O filme segue a cada vez mais popular (e batida) formula de histórias aparentemente desligadas que com o desenrolar da história se vão cruzando (um ponto a menos pela falta de originalidade). No entanto este formato acaba por ser essencial, e faz todo o sentido, tendo em conta que a mensagem do filme é mesmo essa: na aldeia global estamos todos ligados de uma forma ou de outra, aproximando-nos da cada vez menos teórica "Teoria do Caos", ou de como o bater de asas de uma borboleta na China pode provocar um furacão no Pacífico Sul, ou se preferirem, como uma brincadeira de míudos em Marrocos tem consequências na fronteira do México com os Estados Unidos.
Não é um filme de entretenimento, mas claramente um filme que tenta passar uma mensagem (para os mais desatentos concerteza) de que nesta aldeia em que vivemos há que fomentar a comunicação e o diálogo entre diferentes culturas e origens, pode goste-se ou não (pessoalmente gosto muito), temos que conviver com elas. Fica o excelente desempenho dos actores, e uma realização e banda sonora fantásticas. O argumento e o desenrolar da história, sendo bons, não ficam no entanto na minha opinião à altura dos restantes interveniente do filme. Mas ficam as boas intenções...

1 Comments:

Blogger MB said...

Não é um ponto a menos pela falta de originalidade é a conclusão do triptico do realizador Alejandro Gonzalés Inarritu do qual fazem parte Amores perros e 21 gramas, dois filmes a ver ou rever!

P.S.: Isto dos betas só da chatices...;)

29/1/07 14:47

 

Enviar um comentário

<< Home

 
Free Web Site Counter
Hit Counter