Porque o mais provável é ninguem ligar ao que tens a dizer...

sexta-feira, junho 30, 2006

BOA SORTE!

Os nossos compinchas ingleses ao que parece não ficaram lá muito agradados com o facto de Portugal lhes ter saído na rifa. Ainda um pouco ressacados, talvez, da última derrota que sofreram no Euro 2004, tentam a todo o custo exorcizar os seus receios atacando o pessoal do rectângulo à beira mar. Os “media” ingleses já tão afamados pela sua intensa devoção ás noticias que publicitam, com patente integridade jornalística que tanto lhes é característica, procuram assim, destabilizar e exaltar o nacionalismo que há dentro do pacato português. Não generalizando, claro, a todos os ingleses, sendo que o exemplo mais explícito será a atitude dos jogadores ingleses que tentam desvalorizar o que os jornalistas ingleses se têm esforçado por dizer. O que é que se pode dizer desses “freaks” das noticias? São ridículos…

O português que por norma é neutro, não gosta de se misturar nessas “confusões”. Mas meus amigos, quando o assunto é futebol o país inteiro reage, sentem-se ultrajados! E isso é que não, dizer mal da selecção NÃO! Queremos nós lá saber do rumo que a Europa está a tomar, queremos lá saber se o fim do mundo está aí à porta?!! Nós queremos mesmo é que a nossa Selecção marque uns golitos para fazer um “weekend” de festa, com muito vinhol e cervejolas à mistura!

Agora um pouco mais a sério, não terá sido a reacção dos jornalistas portugueses também um pouco exagerada face aos comentários tecidos pelos “media” ingleses?! Será que mereciam tanto dispêndio de direito de antena? Não creio…

Mas BOA SORTE para a nossa selecção e que vença não o melhor, mas aquele que marcar mais golos!!! Porque nem sempre o melhor no futebol, correntemente designado por jogar “futebol bonito” sai vencedor… ;)

terça-feira, junho 27, 2006

Bandeiras da Autonomia


Seguindo a moda imposta pelos apelos de Scolari, o governo regional, incomodado pela proliferação de bandeiras do "rectângulo" nas janelas, varandas, palheiros, chiqueiros e postes de electricidade, onde habitualmente é pendurada a propaganda do regime, resolveu distribuir 74 mil bandeiras da região, uma por cada residência, para celebrar os 30 anos de autonomia. Hoje recebi a minha, mas o bom gosto e principalmente a minha consciência não me permitem que a pendure na varanda. Além do amarelo e azul, não irem nada bem com o branco das paredes cá de casa, não faz sentido nenhum erguer uma bandeira quando outras são vergonhosamente deitadas por terra:

A bandeira da democracia-Uma imitação barata, como aquelas de Portugal comprada nos chineses com pagodes em vez de castelos. À primeira vista engana, o povo é que elege, o povo é que dá a maioria, mas depois degenera em oligarquia... há 30 anos a degenerar...

A bandeira do pluralismo politico-mero objecto ornamental como uma daquelas da Jamaica com uma folha de cannabis no meio, comprada na Avenida do Mar no intervalo da actuação dos músicos andinos/comerciantes de "artesanato" que lá andam. Possuímos mas não significa nada, apenas fica bem no quarto para disfarçar as manchas de podridão do totalitarismo politico.

Bandeira do desenvolvimento regional- Tipo aquelas da Somague no cimo de uma grua... toda suja de betão e alcatrão, lavada na água do mar estagnada dos poços que as sociedades de desenvolvimento construíram e que teimam em chamar de praia... Ou ainda, como as bandeiras do estado do mar na marina do Lugar de Baixo, estão lá mas não servem para nada... compradas a crédito... a conta vem já de seguida.

Apenas tenho medo que se abata sobre o meu lar alguma praga bíblica, por não colocar à porta o sinal do "senhor". O faraó não ungiu a porta com sangue de cordeiro e toda a gente sabe o que aconteceu ao homenzinho....

terça-feira, junho 20, 2006

Madeira no Google Earth

O mundo sem o Google não seria o mesmo, é uma daquelas coisas tipo o telemóvel, antes de possuir não sentíamos falta nenhuma mas agora é indispensável. Informação sobre literalmente tudo! há quem diga que Google é Deus, queres resposta para o porquê da vida? Grita aos céus e não terás resposta, pergunta ao Google obtens em segundos 39.400.000 respostas.

E tal como Deus criou o mundo o Google recriou! O Google Earth é sem dúvida uma ferramenta para o futuro. A prazo, com o desenvolvimento continuo de novas funcionalidades, os velhos atlas serão relíquias. As potencialidades são imensas, desde a simples curiosidade, ao mundo dos negócios. São já muitas as entidades que utilizam esta ferramenta para divulgar os seus produtos, promover uma região, etc.. Vais de viagem? Viaja primeiro no Google Earth, procura um bom hotel localizado mesmo junto à praia, os olhos não enganam, os folhetos promocionais sim.
Outro sensação que o Google Earth transmite, é a sensação de pertença a um "só" mundo. Pequim fica a 3 segundos do Funchal, Nova Iorque é já ali ao lado, o monte Everest está ao teu alcance. O mundo é realmente pequeno, a nossa casa... porquê teimamos em destrui-lo?
E agora a Madeira é finalmente contemplada com imagens de alta resolução, façam uma visita, olhem-na literalmente de fora para dentro e vejam como tudo é perto.:)

 
Free Web Site Counter
Hit Counter