Porque o mais provável é ninguem ligar ao que tens a dizer...

terça-feira, maio 30, 2006

Quem disse que os canadianos não têm sentido de humor?

domingo, maio 14, 2006

Um Mundo cada vez mais globalizado?

A globalização é sempre um tema, especialmente nas últimas décadas, que é alvo de muitas dissertações, especulações, manifestações. Mas e que fenómeno é este? Estaremos cada vez mais num mundo globalizado, ou mais circunscrito de lobbies e interesses das grandes organizações? Depende, efectivamente, do prisma que queremos encarar a situação.

Os acontecimentos políticos de certos e determinados países que compõem o Globo acabam por se repercutir na vida de quase todos Nós, nem que seja na subida ou descida de preços em produtos e bens que consumimos. Como não podia deixar de ser, porque é o tema mais actual da nossa actualidade, estou a reportar-me ás subidas, quase semanais do preço do petróleo. Repare-se como os países produtores de petróleo conseguem manobrar a economia mundial. O Irão resiste aos ultimatos de possíveis sanções “ocidentais” que, eventualmente, poderão ocorrer em consequência do seu programa nuclear. A guerra no Iraque não teve as repercussões desejadas. Na Venezuela, o seu presidente não sabe bem nem o que diz, nem o que faz. Na Bolívia, o Estado decide nacionalizar o petróleo. De cada vez que um destes (e outros países produtores) se manifesta, os preços disparam. Será pura especulação? Estarão os “lunáticos” ao “volante”? Andamos basicamente à “boleia”, vamos para onde “eles” quiserem…

Já repararam na ironia? Pelo menos eu vejo alguma ironia na situação, não querendo ser desagradável, nem tão pouco ofensiva para os mais crentes. Mas o nosso “Criador” quando fez a Terra e distribuiu os recursos naturais, não teve muito olho para o negócio! Distribuição feita essencialmente pelos países do Médio Oriente e pela América do Sul, que são as zonas planetárias que melhor se distinguem pelos seus regimes políticos, e saliente-se, que não pela positiva…

Nos tempos que correm, o “combustível” que movimenta o Mundo é, sem dúvida, a economia em todas as suas vertentes. As políticas dos Estados, designadamente as insanidades de alguns, têm um papel cada vez mais activo na vida do comum cidadão mundial, porque hoje mais do que um cidadão nacional, somos um cidadão do mundo! É todo um ciclo de jogos e interesses que nem conseguimos sequer imaginar da sua plenitude e dimensões!

No panorama nacional temos as recentes OPAS que deixam o país em suspenso, num ar muito rarefeito, dificilmente respirável. Estarão cada vez mais arrojados e ousados os empresários portugueses? É a “febre” da economia meus Amigos!!! “It’s all about money”… (Relativamente a este tema das OPAS, creio que merece maior destaque, por isso aguardem para breve um post.)

P.S: no que concerne ao petróleo podemos sempre optar pela ideia do óleo vegetal como o nosso “buddy” escocês que está a dar a volta à Europa com o óleo de “frigideira”. Apelo por isso a que se começa a criar reservas individuais do óleo de cozinha!!! Vamos destroná-los com os nossos fritos!!! ;)

Too much “E.R.”?

Um sujeito britânico com idade de 25 anos, enfermeiro de profissão foi condenado a prisão perpétua na sequência do homicídio de dois pacientes. A problemática em redor destas mortes é que surpreende, levando à estupefacção dos ditos “normais”.

Passo, portanto, a contar resumidamente o sucedido. O sujeito sentia prazer, ou antes, uma certa adrenalina quando administrava medicamentos que conduzissem a um risco mortal dos pacientes. Ressalvando o facto de que a sua intenção não era matá-los, uma vez que depois de administradas as doses de medicamentos, que só por si e em pequenas doses não eram mortais mas que misturadas causavam grandes riscos para a vida dos pacientes, o dito enfermeiro saltava para a fase de reanimação.

Colegas relatam que quando havia algum paciente com alguma paragem cardíaca este rejubilava de alegria, ou entrava em euforia.

Agora permitam-me que especule: Será que o rapaz que trabalhava nas urgências era um fiel e assíduo espectador da série “E.R.”, e quando se deparou com a realidade normal de um serviço de urgências ficou desiludido, e então decidiu temperar os seus turnos com um pouco de adrenalina?

Terá este sido um caso de confusão entre a realidade e a ficção? Ou será, pura e simplesmente “doença”? O que é certo é que as suas “brincadeiras” acabaram por tirar a vida a duas pessoas, não tendo estes a mesma sorte das outras quinze “cobaias”.

“Marias Cachuchas e Josés das Couves”, “a rafeirada”, “uma coisa do tipo pé-de-chinelo”…

Mais belas palavras, e pouco controversas proferidas pelo “nosso” querido presidente do governo regional: Alberto João Jardim. Quem mais poderia ser?!

Esta semana saiu no “Público” um artigo sobre a Lei das Incompatibilidades no que concerne ao poder político na Madeira.

Foi encomendado um estudo ao constitucionalista Jorge Miranda há sensivelmente dez anos, pela própria Assembleia Regional. Ao que parece o resultado não foi aquele que se desejava e a solução natural foi obviamente esquecê-lo dentro da gaveta da secretária.

Basicamente o projecto de lei de incompatibilidades e impedimentos se fosse aplicado retiraria de funções a maior parte dos actuais titulares de cargos públicos bem como a maioria dos deputados do PSD. Confrontado com a possível aplicação deste diploma o líder da região refere que suscitará a inconstitucionalidade do mesmo, e defende-se argumentando que com as limitações apresentadas pelo diploma não serão eleitos, passo a citar “os mais bem preparados”, mas sim “Marias Cachuchas e Josés das Couves”, “a rafeirada”, “uma coisa do tipo pé-de-chinelo”.

Há três legislaturas que este projecto de lei tem sido convenientemente esquecido dentro da gaveta. Ressalvando que não foi um, mas sim dois os projectos encomendados ao constitucionalista Jorge Miranda. Nesses estudos foi proposto uma comissão de ética e um registo de interesses que são obviamente INEXISTENTES para os políticos da região.

O regime em discussão, de exclusividade implicaria a incompatibilidade com qualquer tipo de cargo público, com qualquer cargo em qualquer Pessoa Colectiva Privada. E aplicar-se-ia aos deputados, aos membros do governo regional e aos titulares de altos cargos públicos regionais ou equiparados (os directores ou subdirectores regionais; os presidentes, vice-presidentes e vogais dos conselhos de administração de empresas públicas e de sociedades anónimas de capitais públicos com actividade exclusiva ou predominante na região).

Já imaginaram a “limpeza” que seria na Região? Já viram a quantidade de “desgraçados” que iam para o desemprego????

O panorama político na Madeira com toda a certeza alterar-se-ia drasticamente!!!

Um Post mais “cor-de-rosa”

Haverá algo mais deprimente do que estar numa sexta-feira à noite de pijama, com um copo de uísque numa mão e um cigarro na outra, a ouvir o nosso amigo Jamiroquai na sua tão fabulosa interpretação de “love fool”? Numa sequência de Sheryl Crow com “are you strong enough to be my man?” Depressing??? Absolutamente!!! Uma verdadeira cena de “Sex & the city”…

Esta imagem será mais frequente e usual que aquilo que julgava ser? Ou será antes pura ficção? Seremos vítimas de uma geração? A maioria das pessoas sofre mesmo de amor, refugiando-se nestes subterfúgios que são o álcool e a música? Entre as quatro paredes das nossas casas quase ninguém sabe aquilo que se passa connosco, e bem provável será este cenário que ainda há pouco descrevi… ou não! Não sei…

A verdade é que as séries são escritas e imaginadas por pessoas bem reais, logo muita da ficção que vemos todos os dias não será assim tão irreal e tão despropositada!

A tão aclamada independência e desapego que as mulheres revelaram ter a partir de meados do século XX, tanto aos homens como à vida familiar, empregando mais e maiores energias nas suas carreiras profissionais será suficiente e absolutamente verdadeira? Sentir-se-ão absolutamente concretizadas? Então porque é que até nas séries aparentemente mais feministas como aquela que inicialmente citei, os problemas são sempre concernentes aos homens?

Não quereremos quase todas o mesmo: um “true love”? Eu creio que independentemente da forma como encaramos a vida e a levamos diariamente, mais cedo ou mais tarde, conclui-se que queremos ter alguém do nosso lado… Aquele alguém! Por muito que se tente rebater os argumentos quanto à “utilidade” que os homens têm para as mulheres, chega-se quase sempre à mesma conclusão, já um ditado: “You can’t live with them, but you also can’t live without them”!!! ;p

Ai os Galheteiros “mb”!!!

Como devem recordar-se os galheteiros já foram objecto de alguma controvérsia e discussão aqui no blog, mais concretamente a Lei dos Galheteiros.

Mas aparentemente há galheteiros que valem muito! Valem mais precisamente 92 mil euros!!! Foi realizado um leilão em Lisboa em que o Galheteiro de prata portuguesa de meados do século XVIII bateu recorde de licitação. A sua base de licitação era no valor de 20 mil euros, acabando por ser vendido pela exorbitante (a meu entender) quantia de 92 mil euros.

Afinal há galheteiros que ainda resistem à imundice dos tradicionais galheteiros de plástico. E se enchêssemos os nossos estabelecimentos com estas preciosidades, acham que a proibição desapareceria? Valerá a pena tamanho investimento só para salvaguardar o interesse dos mais fervorosos defensores dos galheteiros nas tão típicas tascas portuguesas?

terça-feira, maio 09, 2006

Morangos com.....

“É bom Chupar” se não me engano é este o novo slogan da chupa-chups. É bom ver que pelo menos alguém está preocupado com a educação sexual dos jovens. Se repararem bem na publicidade o chupa-chupa tem a forma de Morango que é envolvido num liquido leitoso… será só imaginação da minha mente deturpada ou aquilo tresanda a apologia do sexo oral? Por mim acho bem, assim evita-se muita gravidez na adolescência, finalmente os Morangos com açúcar apostaram numa vertente pedagógica! No reino Unido, país da Europa com maior índice de gravidez na adolescência, há muito que se promove o sexo oral como meio anticoncepcional seguro, é bom ver em Portugal uma entidade privada preocupada com a sexualidade dos jovens! Já que o Estado não se entende com a educação sexual nas escolas, nada melhor que uma “estrela” da série mais idolatrada e emulada pelos jovens do nosso país para dar o exemplo! Se conseguiram impor o penteado à “Zé Milho” conseguem tudo! Obrigado TVI e Chupa-Chups pelo verdadeiro serviço público que prestam! E já agora associem-se ao Perna-de-Pau e usem o slogan “e bom lamber”, assim ninguém fica confuso, por achar que chupar é só coisa de mulheres… mas melhor seria o Calipo assim não davam azo a preciosismos linguísticos! “ é bom chupar e lamber!”

 
Free Web Site Counter
Hit Counter