Porque o mais provável é ninguem ligar ao que tens a dizer...

segunda-feira, agosto 22, 2005

Combate aos incendios 2006 começa ontem

As férias já lá vão, e confesso que mal vi noticias ao longo destas duas semanas. Foram curtas, mas muito intensas - Uma espécie de lusco fusco de alcool, praia e familia. Fazer malabarismo com 2 semanas e tanta coisa para fazer não foi fácil.

Mas surpresa das surpresas (!), eis que volto de férias e os incêndios que se abatem sobre o nosso país estão na ordem do dia. Mais uma vez, a maior parte das notícias e telejornais do mês de Agosto "cá do sítio" estão dominados por este tema.

Mais uma vez, assite-se a um "benfiquização" do tema, seguindo-se a máxima do "para o ano é que é". Para o ano é que vamos ordenar a floresta, para o ano é que esta vai ser limpa, para o ano é que vamos ter meios aéreos, para o ano é que os bombeiros vão ser equipados... resumindo, para o ano é que vamos estar preparados, como se os incendios tivessem surgido de forma surpreendente este ano.

"Pois mas o verão foi muito quente"- e o ano passado?? Nevou? Não sou meteorogista, mas o calor não faz parte do Verão por definição??
"Ah, mas o ano passado não eramos nos que estavamos no Governo" - e o Verão ia deixar de ser quente porque o Governo mudou? Ou não tiveram tempo para estudar o dossier que diz que no Verão há calor, Inglesas no Algarve e incendios em Portugal? Aparentemente, tal como o ano passado, as autoridades só descobriram este ano que o fogo podia ser um problema.

No entanto esta critica é de alguma forma injusta. Verdade seja dita, estes são argumentos politicos de quem tenta desculpar-se por algo de que não é (pelo menos fundamentalmente) culpado. Para quando ver uma autoridade a dizer "Este ano vamos tentar minimizar o problema, mas arde tudo o que tiver que arder, porque o nosso plano ainda está a ser implementado"? O que é preciso compreender é que, tal como a maior parte dos problemas que afectam o nosso país, este problema é estrutural, e a solução só existe no longo prazo. Hoje já será demasiado tarde para resolver o problema para o ano. Não se ordena uma floresta num ano. O combate aos incendios de 2006 começa ontem, mas como tal não é possível, na pior das hipoteses deve começar hoje, nem que seja para minimizar estragos.

As autoridades em governação o ano passado não perceberam isso, mas como sou fundamentalmente, e apesar de tudo, um optimista, espero (e acredito) que hoje começará a ser feito algo para combater os incendios de 2006.

P.S. A questão das férias do Primeiro Ministro são um fait diver próprio de quem tenta ganhar beneficios politicios da desgraça dos outros. Shame on You!!!

5 Comments:

Blogger catia viveiros said...

Concordo com o teu ponto de vista. Estamos de facto num país onde perdemos mais tempo com rivalismos políticos ao invés de nos unirmos enquanto país e tentar solucionar as eminentes catastrofes. Enfim...
E como tu muitas vezes costumas dizer "cada país tem a classe política que merece", e nós, infelizmente, parece que não merecemos muito mais que aquilo que temos.
Para findar gostaria de mencionar um artigo de opinião que li no principio deste mês no Jornal o Público da autoria de José Manuel Fernandes que dizia que o nosso país é um país de estudos e de planos mas de pouca acção. E foi basicamente aquilo que disseste no post.

26/8/05 00:29

 
Blogger stanica said...

Concordo com o teu ponto de vista. Estamos de facto num país onde perdemos mais tempo com rivalismos políticos ao invés de nos unirmos enquanto país e tentar solucionar as eminentes catastrofes. Enfim...
E como tu muitas vezes costumas dizer "cada país tem a classe política que merece", e nós, infelizmente, parece que não merecemos muito mais que aquilo que temos.
Para findar gostaria de mencionar um artigo de opinião que li no principio deste mês no Jornal o Público da autoria de José Manuel Fernandes que dizia que o nosso país é um país de estudos e de planos mas de pouca acção. E foi basicamente aquilo que disseste no post.

26/8/05 00:29

26/8/05 11:11

 
Blogger MB said...

Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

26/8/05 18:46

 
Blogger MB said...

Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

26/8/05 18:52

 
Blogger MB said...

Cito o grande poeta urbano Jorge Palma a proposito de vivermos num país de estudos, planos mas de pouca acção...

Esbanjaste muita vida nas apostas
E agora trazes o desgosto às costas
Não se pode estar direito
Quando se tem a espinha torta
Ai, Portugal, Portugal
De que é que tu estás à espera?

26/8/05 18:56

 

Enviar um comentário

<< Home

 
Free Web Site Counter
Hit Counter