Porque o mais provável é ninguem ligar ao que tens a dizer...

segunda-feira, junho 20, 2005

E a produtividade?

Uma série de economistas/futebolistas de bancada, previram o aumento da produtividade associada ao regozijo de 6 milhões ( supostamente...) de benfiquistas. Pela lógica perfilhada (sim, não tá errado! perfilada é português, perfilhada é madeirense!) a euforia da vitória conduziria a um empenho superior da população activa Benfiquista. A ideia, já de si absurda, é completamente refutada precisamente com este blog... Os camaradas blogueiros benfiquistas ainda devem andar a festejar e esqueceram de alimentar o blog ou então está a acontecer o que se verificou com certos blogs criados por individuos com conexões ao partido que está no poder ( por sinal o meu...) que encerraram-nos logo após a saida dos resultados das eleições...

segunda-feira, junho 13, 2005

Cunhal

Acabei há pouco tempo de saber da morte de Álvaro Cunhal e de Eugénio de Andrade. Sobre o último não posso adiantar muito, nunca li nada deste, apesar de reconhecer a usa importância no meio literário português...vinha sobretudo falar de Cunhal.
Cunhal teve uma vida que poucas pessoas neste país algumas vez tiveram. Do pouco que sei foi refugiado, agitador, dramaturgo, tradutor, dirigente, advogado...e mais importante entregou toda a sua vida a um ideal, independentemente de o consideremos errado ou certo.
Não pretendo advogar posições de defesa ou de critica a esse respeito,acho simplesmente que homens como Cunhal são sobretudo para serem lembrados e recordados pelo seu carácter, pelo seu espírito de luta, de dedicação a uma causa, a sua firmeza e dedicação naquilo em que mais acreditava...afinal não estaremos hoje a viver numa sociedade cada vez mais alheia destes valores? Esta é a imagem que reti dele, de um lutador se calhar por vezes impulsivo e duro,porventura moldado por uma vida dura que teve de suportar mas de uma rectidão moral e humana admiráveis.
Fiquei com cada vez mais curiosidade de pegar na biografia de Pacheco Pereira sobre Cunhal, em especial pela sua vida. Pelo exemplo de como se viver.

Olhando para o dicionário...

bastardo- do Fr. bâtard
s. m.,
filho ilegítimo;tipo de caligrafia inclinada e cheia;casta de uva preta de bago miúdo e muito junto;
ant.,
vela triangular de pequenas embarcações;moeda de 10 soldos;
adj.,
ilegítimo;degenerado.

filho-do Lat. filiu
s. m.,
indivíduo do sexo masculino em relação aos pais;descendente, o que procede de determinada estirpe;natural;rebento da planta;indivíduo em relação a crença ou colectividade;expressão de carinho;

adj.,
procedente;resultante;oriundo;
Relig.,
a segunda pessoa da Santíssima Trindade (grafado com inicial maiúscula).

puta
s. f., vulg.,
prostituta;rameira;meretriz.

Alberto João Jardim
adj.,
desbocado;inconsequente
pop.,
individuo que perdeu a razão que tinha em relação aos seus direitos adquiridos, quando resolveu descer o nivel.

quarta-feira, junho 08, 2005

"Downloads"

Esta coisa das novas tecnologias dá mesmo um jeitão!
A Internet é, provavelmente, uma das melhores invenções feita no século XX.
Temos um “Mundo de Informação” à disposição sem ter que levantar o rabo da cadeira e sem o menor pingo de transpiração. O segredo é estar on-line!

Hoje em dia é muito fácil ter acesso à educação, à cultura. Com uns “downloads” e com o custo de aproximadamente 50 euros mensais, temos acesso a filmes, a música, a jogos de computador a um leque infinito de possibilidades. Só nos resta esperar que a rede funcione sem problemas e o mais célere possível.

Quantos cd’s, filmes, jogos, livros conseguiríamos Nós comprar com 50 euros?
Sejamos realistas e convenhamos que tentar ser culto, ou mantermo-nos actualizados sai caro! Nem toda a gente pode dar-se ao luxo de aceder directamente aos produtos originais. E muito honestamente, e nesse sentido, sou a favor dos “downloads” feitos à margem da lei.

É claro que pode haver uma inversão dos efeitos, porque como em quase todas as coisas boas, as más também costumam estar presentes. Não quero com isto dizer de que sou apologista da “pirataria”, nem tão pouco fomentá-la. Estou simplesmente a salientar o que de melhor existe neste campo.
Há que optimizar as boas!!!

 
Free Web Site Counter
Hit Counter