Porque o mais provável é ninguem ligar ao que tens a dizer...

terça-feira, maio 17, 2005

Uma noite surreal na cidade do surrealismo-Barcelona!

Há ideias que por mais insensatas que possam parecer acabam por resultar em experiências inesqueciveis. A ideia insensata deste fim-de-semana foi atravessar a penísula Ibérica desde o Porto até Tarragona para assistir à Final Four a Liga dos Campeões em hóquei em patins e a experiência inesquecivel, assistir in loco à festa do titulo do Barça Em plenas Ramblas! Confesso que pouco vi da cidade numa noite e um dia, mas a nivel humano vi Barcelona como poucos tiveram o privilégio de a ver. Os sentimentos nacionalistas estavam ao rubro, mais que uma vitória desportiva de um clube foi a vitória de toda a nação catalã! Addorei o ambiente descontraido e a simpatia das pessoas, duvido que exista povo em Espanha mais simpático que os catalães. Claro que o que vi não me pode servir de amostra, afinal encontrei a cidade numa noite completamente anómica, mas a vontade de voltar brevemente ficou. Digamos que me deram um daqueles papelinhos com perfume que me fez desejar comprar o frasco inteiro.
Mas o melhor da noite foi o fim da festa pois tive o privilégio de assistir ao despontar de uma mob, esse organismo composto por milhares de pessoas, com vontade própria onde o inividual é completamente anulado. Tudo começou com alguém a agitar uma bandeira de Espanha da janela de um Hostal em plenas Ramblas. De imediato começaram a chover garrafas em direcção à janela, daí até surgirem dezenas de carrinhas de policia de choque foi uma questão de segundos. Claro que a histeria aumentou e toda a raiva foi direccionada para esse novo alvo, representante do poder central. Caixotes do lixo a arder, cabines telefónicas completamente destruidas e uma chuva de garrafas inesquecível.... A policia carregou em cima da mob e esta acabou por perder a força, mas apesar de ferida de morte ainda alguns dos seus tentáculos resistiam, num jogo de gato e do rato com a policia. Nesta altura achei por bem afastar-me das Ramblas pois os bastões pareciam estar cegos. Em menos de uma hora as Ramblas ficaram desertas, só as prostitutas resistiam na esperança que o calor da festa se traduzisse noutros calores. Só sei que acabei a noite a dormir numa caixa multibanco pois o carro estava demasiado longe, junto ao museu da ciência. De manhã atravessamos a cidade a pé desde o porto até ao museu. Só aí é que vi um pouco da cidade fisíca, e as sua magnífica e surreal arquitectura. Ficou a ânsia de voltar e ver tudo com mais tempo. Espero encontrar a mesma simpatia e descontração, que não tenha sido tudo apenas resultado da alegria da vitória e acredito mesmo que não tenha sido! BISCA BARCELONA, BISCA CATALUNYA!

1 Comments:

Blogger stanica said...

Pois é, Barcelona é sempre Barcelona. Não sei se por acaso leste o post que escrevi sobre Barcelona. Há uns mesitos atrás, no carnaval fui passar uma semaninha lá e vim absolutamente encatada. Gostei tanto que em Agosto estarei, em príncipio, de volta! Aconselho vivamente! Vale a pena voltares para conhecer durante o dia, porque é fenomenal. Culturalmente em todas as vertentes, é uma cidade sem igual. Ou que no Mundo deve existir muito poucas.
Até...

19/5/05 21:05

 

Enviar um comentário

<< Home

 
Free Web Site Counter
Hit Counter