Porque o mais provável é ninguem ligar ao que tens a dizer...

domingo, março 06, 2005

"Finding Neverland"

A imaginação do Ser Humano é notável, é fértil como se costuma, muitas vezes, dizer.
Devíamos premiar mais a imaginação. Não reprimi-la por acharmos que estamos a ter a ideia mais estúpida à face da Terra. A mente dá-nos essa “Free Ride” só temos que aproveitá-la.
Todos temos uma “Neverland”, algures dentro de Nós…

Este texto não é suposto ter “deep thoughts”, não é suposto ser filosófico, apenas tentar despertar a curiosidade de alguns, que têm a sua “Neverland” adormecida.
Chegar à fase adulta da vida é uma fase muito ansiada. Uma vez lá, apercebemo-nos o quão bom é ser criança. A nostalgia que sentimos de toda aquela ingenuidade, inocência e fantasia que tanta falta nos faz enquanto adultos.

Todas aquelas “Neverland’s” que criávamos no pensamento, e que agora tanto prazer nos dá observar nos mais pequeninos. Esse regozijo que sentimos ao observá-los é simplesmente um indicador da falta que sentimos de todo aquele mundo que à medida que crescemos vamos abandonando, aquele em que quase tudo nos era permitido fazer e acreditar.
Uma vez na fase adulta parece-nos ridículo sonhar e fantasiar como costumávamos fazer. Há uma barreira que impomos e que nos inibe…
Ninguém quer que a Vida seja uma fantasia eterna, mas porquê complicá-la tanto e tirar-lhe todo o colorido e “non sense” de uma “Neverland”?

P.S: aconselho o filme "finding neverland". Não é um filme brilhante, mas no meu entender foi muito bem conseguido.

 
Free Web Site Counter
Hit Counter